quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Fábrica de Lâmpadas Lumiar - Foi Notícia em Setembro de 1933...

A LUMINOSA REALIDADE 
DAS 
LÂMPADAS LUMIAR

Colocação de suportes e montagem do filamento


A Empresa Nacional de Aparelhagem Eléctrica inaugurou há dias, oficialmente, a sua fábrica de lâmpadas eléctricas «LUMIAR». Finalmente possuímos já uma fábrica de lâmpadas eléctricas, justa aspiração de tantos anos.

Uma nova indústria surge e vem uma vez mais demonstrar que Portugal caminha, para a sua equiparação aos grandes países.

Secção de fotometria

O edifício em questão ocupa a área de 5000m2, em 3 amplos andares, 110 operários, espalhados por diversas secções apetrechadas com a mais moderna maquinaria, fabricam sob o mais rigoroso controlo e processos científicos perfeitíssimos milhares de lâmpadas em todos os tipo usuais para todas as potencias.
Máquina de corte do gargalo das ampôlas

A capacidade fabril actual, é de 8000 lâmpadas diárias. O cristal é ali produzido, o que sucede em muito poucas fábricas congéneres, em fornos aquecidos a óleos pesados, merecendo especial referência o perfeito processo de moldes mecânicos onde é moldada a ampola - uma inovação no nosso País. Toda a lâmpada «LUMIAR» é inteiramente fabricada ali, excepção feita ao filamento e casquilho.
Os potes de fecho e de enchimento

Todas as secções requerem do pessoal extrema precisão e atento cuidado, sendo de justiça, pôr em relevo a admirável adaptação do operariado, que duma forma rápida executa as diversas operações - algumas de extrema delicadeza - com o maior desembaraço.

Fabrico do pé das lâmpadas
A lâmpada «LUMIAR» rivaliza com as melhores congéneres estrangeiras, e para que a nossa preferência lhe seja dada, impondo-se à admiração de todos, está também o nosso carinho por tudo quanto é nosso, tudo quanto é português.



Preferir a lâmpada «LUMIAR» é além duma justiça recta, combater o snobismo irritante da preferência pelos produtos estrangeiros.

In: Notícias Ilustrado de Setembro de 1933 (Colecção particular)
Coordenação do texto e das fotos: marr

Sem comentários:

Enviar um comentário